SP abre xepa de vacina para quem tem a partir de 50 anos sem comorbidades

Nova regra começa a valer nesta terça-feira (8) em todas as unidades básicas de saúde da cidade de São Paulo, que chegam a ter até 6.000 pessoas na fila de espera

 

A Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo incluiu nesta segunda-feira (7) a possibilidade de inscrição pessoas a partir de 50 anos na fila por doses remanescentes de vacina contra a Covid-19 nas UBS (Unidades Básicas de Saúde). A nova regra passa a valer nesta terça-feira (8).

Doses excedentes são aquelas que sobram em frascos abertos, mas não são aplicadas no público-alvo da campanha em horário próximo ao fechamento dos postos de saúde.

O objetivo é utilizar essas doses para evitar desperdício de imunizantes, já que os frascos possuem doses que podem sobrar depois de abertos, e que vencem entre seis (no caso da AstraZeneca/Oxford e da Pfizer), e oito horas (a Coronavac, da Sinovac/Butantan).

A ampliação do público-alvo para se tentar xepa de vacina consta no instrutivo para priorização de doses, da secretaria, publicado no fim da tarde desta segunda.

Até então, as doses remanescentes eram dadas, prioritariamente, para pessoas com deficiência permanente, com mais de 18 anos de idade, e que morem no entorno das UBS, além de estagiários de saúde, independentemente do ano que cursam.

Independentemente dos públicos prioritários, os postos de saúde da cidade de São Paulo contam com enormes filas para inscrição. Na semana passada, o Agora mostrou que na UBS Santa Cecília há até 6 mil pessoas à espera de doses remanescentes.

Segundo a secretaria, nenhuma unidade de saúde tem autorização para desprezar doses remanescentes. Diariamente são aplicadas entre 1.800 e 2.000 doses excedentes de vacinas contra a Covid-19 nas unidades de saúde.

Para se inscrever nas listas de espera, é preciso procurar a unidade de saúde mais próxima de sua casa e informar dados pessoais e um telefone para contato. O posto irá ligar no caso de sobras e o candidato terá de ir imediatamente.

No caso dos megapostos de drivethru e de pedestres, quando há sobras de vacina elas são enviadas para a UBS mais próxima.

fonte AGORA UOL

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *